quarta-feira, 23 de março de 2011

"Cuidado com a emoção na hora da Oração"...

Esse assunto é muito complexo, mas uma coisa é certa: as vezes pensamos que é Deus falando, quando na verdade é apenas a emoção devido ao momento em que a pessoa está passando, por isso a maioria dos casamentos, mesmo dentro da igreja não dão certo. Muitos apenas tem aparência de estar dando certo mas na verdade não estão...

Muitas das vezes temos orado, em busca de respostas para nossos problemas, principalmente sentimentais, oramos esperando respostas positivas, como se já imaginássemos qual seria a vontade de Deus, então empenhamos naquilo que vemos acontecer, e como estamos orando, começamos a pensar que é a resposta de Deus. Nesta caminhada cristã temos que orar, vigiar e buscar discernimento para tal situação, caso contrário corremos o risco de sermos enganados por nós mesmos, devido à emoção.
O diabo, o nosso adversário se aproveita da situação de confusão em que nos encontramos e começa a trabalhar para que tudo comece a cooperar com a vontade que vem do seu coração.
Mas se estamos atentos a palavra de Deus entendemos que “enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, perverso, quem o poderá conhecer?” (Jeremias 17:9). Por que então confiar no coração? Este tem sido o erro da maioria dos cristãos que por estarem passando por determinada situação difícil, fecham os olhos da fé e abre para a emoção. Pois sabemos que “Deus não é Deus de confusão, mas sim de paz” (1co 14: 33). Temos o dever de guarda o nosso coração, pois é dele que procedem as fontes de bênçãos, estamos sujeitos a errar, errar de novo, e achar que estamos vacinados contra aquela situação, aí é que mora o perigo, confiamos na nossa força, no sentimento do coração que diz: “desta vez não vou cair mais nessa cilada” e acabamos frustrados por nos sentir imbatíveis, que nada pode mais nos derrubar e caímos mais uma vez no engano do coração! Então caro leitor você me pergunta: “o que fazer então?”.
O segredo é, olhar a situação com olhos da fé, e não da emoção. Agir pela razão, é preciso ser como Abraão, entregue aquilo que tanto você quer para Deus e descansar no Senhor, não viva por aquilo que você ver e sim por aquilo que você espera ver, pois a “fé é a certeza das coisas que se espera e a convicção de fatos que não se vê”. (Hebreus11: 1). Mas lembre-se sempre, não existe “casamento de mar de rosas”, se você já fez a sua escolha agora lute para ter uma vida feliz ao lado de quem você escolheu, nós somos responsáveis pelas nossas escolhas, cultive o amor, pois é dando que se recebe, dê amor e receberá amor, amém?
Falo da vida sentimental, por haver mais decepções na vida das pessoas por terem feitos escolhas que agora não podem mais voltar atrás, portanto Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias da tua vida vã, os quais Deus te deu debaixo do sol, todos os dias da tua vaidade; porque esta é a tua porção nesta vida, e no teu trabalho, que tu fizeste debaixo do sol”. (Eclesiastes 9:9). Assim como Paulo disse em (1 co 7:7). "Eu gostaria que todos pudessem ficar sem casar, tal como eu. Mas não somos todos iguais. Deus dá a alguns o dom de um marido ou uma esposa, e a outros o de poderem ficar felizes como solteiros”.  - Eis o problema: nós, os cristãos, estamos enfrentando grandes perigos, neste momento, para nossas vidas. Em tempos como estes eu penso que o melhor para uma pessoa é continuar solteira. Eu concordo com ele, mas isto para quem for apto, não sendo assim, case-se e seja feliz! Mas, ao decidir tais assuntos, tenham certeza de que vocês estão vivendo como Deus planejou, casando-se ou não se casando de acordo com a direção e ajuda divina, e aceitando qualquer situação em que Deus os colocar este é o critério para todas as igrejas. Na fé Letícia Ferreira.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...