segunda-feira, 18 de julho de 2011

"Deus a vê lá na frente"


Mas ao esquecer "do seu passado", fez o que o apóstolo paulo nos ensina em Filipenses 3.13.
"Irmãos, quanto a min, não jugo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão"...


Todos caem pelo menos uma vez na vida. Ela vivia sob opressão contínua de demônios, talvez uma herança maldita da família. Não conhecemos muito de sua história, mas pode ter seguido esse caminho por causa do desprezo, do abandono dos pais, da família, de um abuso na infância ou de um esposo que a maltratava. Estou falando de uma mulher chamada Maria Madalena. Mas o passado de Maria Madalena não é o que importa, tanto que ele não é mencionado com clareza. O que realmente importa é a atitude que tomou a partir do encontro com o Mestre. Como você começou não é tão importante, mas como você vai terminar é; Deus a vê lá na frente.
A gratidão de Maria é vista por seus passos: ela o serviu (Lc 8.2,3), esteve junto à cruz com Ele e no sepulcro- de tão perto foi a primeira a vê-lo na ressurreição.
Abandonar a carga, a lembrança, não é fácil. Muitos seguem Jesus, mas com toda a bagagem que colecionaram com o passar dos anos, e isso é muito difícil. Ao caminhar a pé, como nos tempos de Jesus, com uma mochila que seja, verá que ao longo do caminho essa bagagem dobra de peso e impede o estabelecimento do potencial, de ser quem realmente você é. Geralmente, por vergonha da bagagem, usam-se máscaras, esconderijos, disfarces. Assim a bagagem atrapalha muito em todos os aspectos.
Maria foi livre de demônios que sempre a perturbaram, das vozes negativas que sempre a perseguiam, da depressão em que viveu, da culpa que a sufocava, da amargura e das lembranças que a derrotavam, da vida dupla sem sentido. Antes não tinha senso de direção, mas depois soube para onde ir. Mas alcançar tudo isso depende da pessoa, não de Jesus, pois Ele sempre perguntava a respeito do desejo daqueles que ia curar: "O que você quer que eu lhe faça?" (Mc 10.51). Ele nunca obrigou ninguém a ser seu discípulo, a segui-lo ou a mudar de vida; sempre incentivou, mas a decisão sempre foi pessoal.
Muitos pensam que Jesus fará a "a obra completa" e que fará tudo sozinho sem ajuda deles. Ele concedeu a você o livre arbítrio. Você pode escolher desfrutar da vida abundante ou viver aprisionado pelo diabo em crenças e mentiras- viver ambos ao mesmo tempo é absolutamente impossível.
Tudo pode mudar hoje- é uma escolha sua. Creia na palavra Viva! Isso faz toda diferença! Creia no perdão que Ele lhe deu, viva a vida abundante que foi conquistada na cruz para você!
Quanta gente prefere viver acreditando nas mentiras que o "pai da mentira", o diabo, diz: "Você não tem valor. Você jamais vai conquistar seus sonhos. Pare de sonhar e de planejar. Você não merece isso. Não precisa orar, pois jamais suas orações serão respondidas. Há gente melhor que você na fila. Ninguém poderia amar você depois de tudo que foi e fez na vida". Tudo isso é mentira. Rejeite-a!
Fico pensando se Maria ficasse revolvendo seu passado, lembrando de tudo que fez e de toda experiência ruim que sofreu. Meditando em seu passado jamais teria sido quem foi e, talvez, seu nome não estivesse na Bíblia para ser lembrado.
Mudança é uma palavra que nem sempre soa bem aos ouvidos. Nem todos desejam mudar, pois geralmente a primeira coisa que vem a mente é o preço requerido pela mudança. Mudança requer crescimento de dentro para fora. De certa forma é necessário estar animado e desafiado para mudar, e a preguiça não pode fazer parte da vida de quem deseja mudar porque ela impede qualquer ação.
 Você não é diferente de Maria Madalena. Hoje pode ser seu dia, basta uma escolha sua: viver em derrota constante ou crer como Maria para a mudança. Viver pensando em seu passado, no que não teve e no que faltou, ou caminhar para frente. Isso requer "exercício" de sua mente, um controle maior sobre os pensamentos, ao escolher em que manter seu foco e sua atenção: "Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas" (Cl 3.2).
É preciso tomar a responsabilidade por eles, pelas crenças, pelos valores que acolhe, pois no momento em que eles mudam, o comportamento também muda. Isso envolve riscos, como em relação às amizades, porque você poderá perdê-las.
Há sempre um preço a ser pago. Você está disposta? Tenha certeza de que vale à pena. Se tem dúvidas, pergunte à Maria Madalena...

Mensagem retirada do livro de Silvana Pereira: Dez Atitudes de uma Mulher de sucesso. Na fé Letícia Ferreira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...