quinta-feira, 4 de agosto de 2011

A VINGANÇA É DO SENHOR


Evangélicos analisam pesquisa a qual mostra que “dar o troco” faz parte da natureza humana...
Vingança é um prato que se come frio, diz o ditado popular. Para muitos, é difícil resistir a esse sentimento.
Alguns personagens bíblicos chegaram às vias de fato, outros pediram a Deus que os vingasse, porém, independente da forma como ela é realizada, a sensação para quem a pratica é a mesma: prazer. Um estudo realizado na Universidade de Zurique, na Suíça, pelo professor Dominique de Quervain, e divulgado no início do ano, tenta explicar o processo fisiológico pelo qual passa o indivíduo que alimenta o desejo de vingança.
A descoberta científica, no entanto, não alivia a situação de quem contraria os ensinamentos da palavra, a qual nos diz que a vingança é do Senhor. De acordo com o professor, quando uma pessoa se vinga de outra, há um aumento do fluxo sanguíneo no estriado dorsal, região em que se concentra um conjunto de sensações ligadas à satisfação de necessidades básicas. O estudo afirma que “corrigir” uma injustiça dá uma sensação de prazer semelhante ao de saciar a fome, e, por isso, tal ato seria “natural”. Diante de tal descoberta e partindo do princípio de que a Bíblia é clara ao afirmar que a vingança pertence a Deus (Dt 32.35), segundo a psicóloga evangélica Kátia Maria Moura Mendes explica que esse impulso de “dar o troco” está ligado a traumas vividos no passado, “Muitas vezes, é em uma situação limite que surge o “grito” da vingança como uma forma de expressão daquilo que se está sentindo e não se consegue dizer.
Os sentimentos relacionados ao objeto da vingança, como mágoa, raiva ou qualquer outro, podem marcar futuros relacionamentos, acarretando medo e desconfiança, explica Kátia, terapeuta familiar e membro da igreja de nova vida da Tijuca, na Zona norte do Rio de Janeiro.
Como a Bíblia trata o assunto
O antigo Testamento relata histórias relacionadas à vingança: Sansão pediu a Deus, como último desejo antes da morte, a restituição de sua força para destruir os Filisteus (Jz 16.28,30); Já Eliseu amaldiçoou rapazes que caçoavam dele por sua calvície, e 42 deles foram mortos por duas ursas (2 Rs 2.23,24).
No Novo Testamento, entretanto, Jesus pregou uma mensagem de amor que revogou a lei mosaica do olho por olho, dente por dente (Êx 21.24a). As palavras de Cristo registradas em Mateus 5.44 comprovam a intenção de Deus de deixar claro que a vingança pertence somente a Ele: Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem. Amém!
Não podemos, no entanto, chamar o Senhor de vingativo, porque Ele não tem prazer nisso nem encontra satisfação no ato de Se vingar, mas o faz porque é justo. Fonte de estudo: Graça/ Show da Fé

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...