quinta-feira, 10 de maio de 2012

Jovem é suspenso da Escola por confessar que "A vida sem Jesus é um desperdício". (Filipenses 3:8)


No Canadá, um jovem foi suspenso da escola onde estuda, na cidade de Chester Basin, por usar uma camiseta com uma frase cristã. A mensagem estampada faz referência à uma passagem da Bíblia, “A vida sem Jesus é um desperdício. Filipenses 3:8”. William Swinimer, de 19 anos, afirma que está sofrendo perseguição religiosa pelo fato de ser cristão e confessar publicamente sua fé.
Esta não seria a primeira vez que a Forest Heights Communitys School, escola de ensino médio onde o jovem estuda, teria suspenso William por motivos semelhantes, porém o rapaz diz que não irá parar de usar a camiseta.
A Associação Evangélica do Canadá classificou a ação da escola como “inapropriada”. “Era inadequado a escola a suspender o aluno. O estudante simplesmente exerceu seu direito à liberdade de expressão e de religião”, declarou Sonier, representante da associação. “As escolas e conselhos escolares parecem pensar que as escolas públicas devem ser uma zona livre de religião, mas isso não é certo. Na verdade, a Suprema Corte do Canadá deixou claro que as escolas devem ser um espaço inclusivo e acolhedor para todos”, complementou.
Nancy Pynch-Worthylake, superintendente educacional da província, explicou em entrevista ao jornal National Post, que o fato foi originado após a reclamação de alguns colegas de William, sobre a mensagem da camiseta. “Eu sei que estão dizendo por ai que, de alguma forma, nós não permitimos crenças religiosas na escola, algo que é totalmente falso”, “A questão é que outros alunos estão dizendo ter sentido que se tratava de uma crítica a suas crenças. Foi só isso o que aconteceu nesta situação”, citou Nancy.
O Centro de Fé e Vida Pública saiu em defesa do aluno, enviando uma carta aberta Superintendência Educacional da Província, denunciando o fato e dando respaldo jurídico para sua ilegalidade. Um trecho do documento cita que, “A menos que uma pessoa possa agir de forma não-prejudicial no diálogo público, inspirado por suas crenças religiosas, então não há liberdade religiosa”.
O pastor da Jesus the Good Shepherd, igreja onde William congrega, também se posicionou na defesa do jovem, “Não se trata de uma camiseta… mas é preciso defender que os nossos filhos e netos tenham o direito à liberdade de expressão e de religião.. Isso é algo que está sendo tirado em nossas escolas”, disse Pr. Varrick Day.
William também se mostrou obstinado em lutar pelos seus direitos, “Eu acredito que vale a pena me posicionar e defender não só os meus direitos religiosos, mas também meus direitos como cidadão”, disse o jovem. Fonte Gospel +. Na fé Letícia Ferreira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...