sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Você sabia que Deus citou uma canção para o povo de Israel???



  E DISSE DEUS: “Agora escrevam as palavras desta canção e ensinem o povo de Israel a cantar esta composição. Ela servirá de aviso meu para prevenir o povo de Israel. Quando eu tiver feito entrar os israelitas na terra que prometi aos avós deles, terra que é fonte de leite e mel' - e quando progredirem e começarem a adorar outros deuses, desprezando a mim e violando o meu contrato, vindo sobre eles grandes e terríveis desastres, então vejam o que esta canção fará. Fará com que lembrem o motivo pelo qual estarão padecendo aquelas aflições. Pois esta canção passará de geração em geração. Antes deste povo ser introduzido na terra que prometi, já sei o que ele pensa e planeja!"  Deuteronômio 31.19-21.

.... Então Moisés recitou todas as estrofes desta canção a toda a assembléia de Israel.

♪♫... "OUÇAM, Ó CÉUS e Ouçam minhas palavras!
Minha doutrina derramo sobre vocês como a chuva; e respingo como orvalho, como chuvisco na relva e gotas na verde ladeira.
Proclamo a grandeza do nome de Deus: glorioso Ele é!
O Senhor é a Rocha! O que faz é perfeito. Traça caminhos retos e julgamentos justos. É Fiel e sem pecado.
Mas Israel é rebelde! Agora os filhos de Deus não são mais filhos; são manchas! Geração perversa e falsa!
Assim você trata o Senhor? Povo louco! Povo ignorante! Ele não é o Pai de Israel? Não foi o Senhor que criou, firmou e fez Israel ser forte?
Lembre bem os dias antigos; sonde as gerações passadas; pergunte a seu pai e aos anciãos: eles vão contar tudo, tudo.
Quando o poderoso Deus partiu a terra entre as nações e separou homens e homens, Ele fixou as fronteiras, baseado no povo de Israel.
Sim, porque Israel é a herança do Senhor!
Ele achou Israel em terra deserta, entre uivos de feras e vendavais. Cuidou bem do povo, com todo carinho, como se ele fosse a menina dos olhos do Senhor!
Abriu as asas sobre os filhos de Israel, como a águia faz com seus filhotes. Como ela carrega os filhotes em cima das asas, o Senhor levou o povo que escolheu.
Assim, Israel foi guiado pelo Senhor, e só por Ele! Nenhum falso deus estava junto!
O Senhor deu a Israel as ricas terras dos montes e lindas lavouras nos campos. Fez escorrer mel das rochas e azeite dos terrenos pedregosos.
Deu coalhada e leite de cabras e de ovelhas; deu também carne macia de cordeiros e a carne gorda de carneiros engordados nas ricas pastagens de Basã. E trigo do melhor! "Você esqueceu o Deus de quem nasceu!" E o sangue das uvas - o suco delicioso!
Mas quando o meu povo amado engordou, agiu como animal selvagem. Quando ficou satisfeito, gordo e cheio de fartura, abandonou Aquele por quem fora criado; desprezou a Rocha da salvação!
Israel começou a seguir outros deuses, provocando a ira do Senhor: Deus ficou com ciúme do Seu povo.
Os filhos de Israel ofereceram sacrifícios aos demônios - não a Deus! A deuses estranhos, que não conheciam, a deuses que mal acabaram de ver; deuses que não receberam o afeto dos nossos pais.
Ó Israel! Você esqueceu a Rocha da qual foi gerado; você esqueceu o Deus de quem nasceu!
Deus viu isso tudo, e passou a desprezar a Israel, pois foi provocado demais por filhos e filhas!
Disse Deus: 'Vou abandonar o meu povo para ver o que acontece! É gente ruim! São filhos desleais!
Pois vejam todos, que rivais o meu povo arranjou, rivais do meu amor: Ídolos! Ídolos que nem são deuses! Agora vou fazer o mesmo com Israel: vou provocar ciúmes nele! Vou dedicar afeição a uma gente que nem povo é; a nações loucas e pagãs!
Porque minha ira pegou fogo, e vai queimar até as profundezas da terra: as colheitas serão devoradas pelas chamas, "Não existe nenhum deus além de MIM!" e as bases dos montes vão virar brasa!
Ajuntarei em cima do meu povo montões de males e desgraças! Usarei todas as minhas flechas contra ele!
Destruirei os filhos de Israel pela fome,    e farei com que sejam devorados pela febre e por terríveis pestes; enviarei contra eles animais ferozes, que rasgarão com os dentes as carnes do meu povo; e cobras venenosas, de veneno mortal, rastejando no pó.
Fora de casa, a espada inimiga; dentro de casa o medo causarão estragos, enchendo de terror tanto aos rapazes como às moças, tanto aos bebês de colo como aos homens idosos.
Eu tinha resolvido espalhar o povo de Israel por todos os cantos da terra, para fazer desaparecer a lembrança do nome dele.
Mas então pensei: Meus inimigos vão rir de mim, e vão dizer: "Nós é que destruímos Israel! Não foi o Senhor que fez isto!"
Israel não tem inteligência; é um povo sem entendimento.
Ah! se fosse sábio! Então poderia compreender! Ah! se desse atenção ao fim que vai ter!
Como seria possível um só soldado inimigo perseguir mil soldados de Israel, e dois fazerem fugir dez mil, a não ser que o Senhor, a Rocha de Israel, tivesse abandonado, tivesse entregado Israel à destruição?!
Porque a rocha dos nossos inimigos não é como a nossa Rocha. Eles mesmos sabem e dizem isso.
Eles agem como os homens de Sodoma e Gomorra; as uvas das ações que praticam são amargas e venenosas.
O vinho da conduta deles é como o veneno abrasador das cobras, como a mordedura de todos os répteis venenosos!
Diz, porém o Senhor: 'Tenho um segredo bem guardado, selado com os meus tesouros.
 A vingança é minha; darei castigo a todos os inimigos do meu povo. Isto vai acontecer na hora certa, quando começarem a tropeçar. E não está longe o dia do desastre deles! O fim que decretei para eles já está perto!'
O Senhor tratará o seu povo com justiça, e terá misericórdia dele, e terá misericórdia dele, quando Israel perder todas as forças - tanto escravos como livres.
Então Deus irá perguntar: 'Onde estão os deuses deles - as rochas nas quais confiavam?
Onde estão os deuses aos quais ofereciam animais e vinho em sacrifício? Que apareçam! Que ajudem os inimigos do meu povo, para que eles achem esconderijo!
Vocês não vêem que EU SOU, somente EU, e que não existe nenhum deus além de MIM? ! Eu mato e faço viver. Eu machuco e faço sarar. Ninguém escapa do meu poder!
Levanto a minha mão aos céus e afirmo: Tão certo como vivo eternamente,
quando eu afiar minha espada brilhante, e quando eu puser em ação meu julgamento, vou tomar vingança contra os meus inimigos! Os que me odeiam vão receber a paga que merecem!
Minhas flechas vão ficar bêbadas de sangue! Minha espada vai devorar a carne e o sangue dos mortos e prisioneiros. As cabeças dos inimigos ficarão cobertas de sangue!'
♪♫...Ó nações estrangeiras, louvem o povo do Senhor! Porque o Senhor vai vingar o sangue dos servos dele. Vai tomar vingança contra os inimigos deles, e vai purificar o povo e a terra de Israel." Deuteronômio 32.1-43. Fonte Bíblia Sagrada viva. Na fé Letícia Ferreira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...